O que é CFOP e como encontra-lo no sap

O que estou aprendendo muito na Uptiva e em outras empresas onde passei, é compreender melhor uma demanda, entender o que é para ser feito e qual é a melhor maneira de fazer. Por conta disso é necessário uma compreensão de negócios, não somente de linhas e códigos de programação, seja ela ABAP, JAVA ou  .NET.

Hoje acompanhei meu amigo em uma demanda para poder realizar uma modificação em uma tela “Z” para a criação de uma nota fiscal. Em uma determinada tela, teriamos que fazer uma consistência, onde o primeiro número do CFOP teria que ser 6 ou 7 para poder gravar as informações na base de dados e criar uma nota fiscal nos padrões fiscais (gerundismo né! rs). Pois bem! Técnicamente sabiamos o que deveriamos fazer e de qual maneira para “fechar” o atendimento de hoje. Porém, o que não sabiamos, é o que é o CFOP e por quê o funcional se baseou nos primeiros digitos deste número para poder fazer seus devaneios(rs) no programa.

Pois bem. CFOP é um Código Fiscal de uma operação ou uma prestação de serviço (CFOP – Código Fiscal e Operação e Prestações). São números que identifica uma natureza de operação de circulação de um produto e, bem como, a prestação de serviço de transporte entre municipios, estados e paises. As prestações de serviços estão sendo feitas de acordo com cada um dos estabelecimentos contribuintes com o ICMS e de acordo com a origem e o destino dos produtos comercializados.

Como sabemos qual CFOP é para dentro de um estado ou para fora de um estado ou do país? Simples. O primeiro digito do CFOP indica a natureza da operação da mercadoria, se ela vai ser comercializada dentro de um estado (Do número 1 até o número 5), entre estados (6) ou para fora do pais (7). Pois bem, a nossa demanda dizia para consistir somente os CFOPs para interestaduais e intercontinentais. Simples assim! Agora ficou fácil né?! rs

Tá tudo muito bonito, mas é o nosso grande amigo “Systeme, Anwendung und Programme” como é que fica? Tá bom, vamos lá. A tabela de itens de nota fiscai que usa o CFOP é a J_1BNFLIN. Veja a tela abaixo para ver os campos da tabela.

Transação SE11 mostrando a estrutura da tabela J_1BNFLIN (Itens de nota fiscal)

Transação SE11 mostrando a estrutura da tabela J_1BNFLIN (Itens de nota fiscal)

A tabela ao lado poderá ser vista com detalhes clicando na imagem para ampliar. Claro que esta não é a única tabela que usa o CFOP temos muitas outras tabelas de material que, por lei, carregar um identificador de um CFOP para o transito e comercialização de mercadorias.

Certo. A J_1BNFLIN é uma das tabelas que usam o CFOP, mas como identificar a tabela primária que armazena os CFOPs válidos no SAP? Na estrutura ao lado, podemos observar uma aba chamada “Entrs.possíveis/verificação”, clique nela e você verá todas as tabelas de verificação de dados para os campos da tabela. Nada mais é do que uma ligação entre tabelas, ou seja, os dados de uma tabela só existem, por quê estes existem em outras tabelas mestres. Bom clicando nesta ABA temos acesso a tabela de verificação dos CFOPs chamada J_1BAG. Veja a estrutura desta tabela abaixo:

Estrutura tabela J_1BAG

Estrutura tabela J_1BAG

Ao lado a estrutura da tabela mestra de CFOPs no SAP, aqui você poderá fazer um SELECT para validar um CFOP existente, “pegar a descrição”, etc. Porém, aqui temos uma TROLLAGEM da SAP em cima dos pobres consultores. Se você clicar no ícone verá que a estrutura ainda trás a coluna de conteúdo chamada CFOTXT que é a descrição do CFOP porém quando você vai na estrutura da tabela esta coluna não se encontra lá! Mesmo se você tentar filtrar por esta coluna, ela não será mostrada nesta tabela, somente o seu conteúdo! É caros amigos! Poltergeist ? Ghost Amor Além da Vida? Claro que não. É a SAP Trollando mais uma vez.

Mas heim?

Mas heim?

A tabela J_1BAG é uma tabela de chaves da tabela espelho chamada J_1BAGT onde temos todas as descrições para os textos da J_1BAG, ou seja, é uma tabela de traduções de itens de uma tabela. Isso ocorre com outras tabelas também. Quando você não encontrar um campo de descrição, encontrará uma tabela espelho com um SPRAS (Código de idioma) de seleção de idioma para as descrições dos campos chaves da tabela primária.

Abaixo a estrutura da tabela J_1BAGT onde é a estrutura espelho com a coluna de descrição do CFOP.

Estrutura tabela J_1BAGT

Estrutura tabela J_1BAGT

 

 

 

 

 

 

Uma outra forma de encontrar uma tabela de textos de uma tabela primária é ir no  menu da estrutura da tabela e clicar em Ir para e depois em Tabela de Textos. Ele vai te levar direto para a tabela de de-para de textos. Veja abaixo o menu na Se11 e dentro da estrutura da tabela primária:

Verificação de textos

Verificação de textos

 

Bom, é isso pessoal! Espero ter ajudado de alguma forma vocês e claro, sempre dizendo que os textos, na sua maioria são bem simples e de dicas básicas do dia-a-dia de um ABAPer. Nada de muito complexo. Com o passar do tempo, irei colocando algumas coisas mais elaboradas aqui no Blog.

Abaixo uma tabela retirada do site Contábeis.com.br para ilustrar o que são os códigos e o que eles significam.

Entradas de Mercadorias, Bens ou Aquisições de Serviços

CFOP vigentes
até 31.12.02

CFOP vigentes a partir de 01.01.03

Descrição da Operação ou Prestação

Grupo 1

Grupo 2

Grupo 3

Grupo 1

Grupo 2

Grupo 3

 

1.10

2.10

3.10

1.100

2.100

3.100

COMPRA PARA INDUSTRIALIZAÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO OU PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

1.11

2.11

3.11

1.101

2.101

3.101

Compra para industrialização Classificam-se neste código as compras de mercadorias a serem utilizadas em processo de industrialização. Também serão classificadas neste código as entradas de mercadorias em estabelecimento industrial de cooperativa recebidas de seus cooperados ou de estabelecimento de outra cooperativa.

1.12

2.12

3.12

1.102

2.102

3.102

Compra para comercialização Classificam-se neste código as compras de mercadorias a serem comercializadas. Também serão classificadas neste código as entradas de mercadorias em estabelecimento comercial de cooperativa recebidas de seus cooperados ou de estabelecimento de outra cooperativa.

Acrescido

1.111

2.111

  Compra para industrialização, de mercadoria recebida anteriormente em consignação industrial Classificam-se neste código as compras efetivas de mercadorias a serem utilizadas em processo de industrialização, recebidas anteriormente a título de consignação industrial.

Acrescido

1.113

2.113

  Compra para comercialização, de mercadoria recebida anteriormente em consignação mercantil Classificam-se neste código as compras efetivas de mercadorias recebidas anteriormente a título de consignação mercantil.

Acrescido

1.116

2.116

  Compra para industrialização originada de encomenda para recebimento futuro Classificam-se neste código as compras de mercadorias a serem utilizadas em processo de industrialização, quando da entrada real da mercadoria, cuja aquisição tenha sido classificada, respectivamente, nos códigos 1.922 ou 2.922 – “Lançamento efetuado a título de simples faturamento decorrente de compra para recebimento futuro”.

Acrescido

1.117

2.117

  Compra para comercialização originada de encomenda para recebimento futuro Classificam-se neste código as compras de mercadorias a serem comercializadas, quando da entrada real da mercadoria, cuja aquisição tenha sido classificada, respectivamente, nos códigos 1.922 ou 2.922 – “Lançamento efetuado a título de simples faturamento decorrente de compra para recebimento futuro”.

Acrescido

1.118

2.118

  Compra de mercadoria para comercialização pelo adquirente originário, entregue pelo vendedor remetente ao destinatário, em venda à ordem Classificam-se neste código as compras de mercadorias já comercializadas, que, sem transitar pelo estabelecimento do adquirente originário, sejam entregues pelo vendedor remetente diretamente ao destinatário, em operação de venda à ordem, cuja venda seja classificada, pelo adquirente originário, respectivamente, nos códigos 5.120 ou 6.120 – “Venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros entregue ao destinatário pelo vendedor remetente, em venda à ordem”.

Acrescido

1.120

2.120

  Compra para industrialização, em venda à ordem, já recebida do vendedor remetente Classificam-se neste código as compras de mercadorias a serem utilizadas em processo de industrialização, em vendas à ordem, já recebidas do vendedor remetente, por ordem do adquirente originário.

Acrescido

1.121

2.121

  Compra para comercialização, em venda à ordem, já recebida do vendedor remetente Classificam-se neste código as compras de mercadorias a serem comercializadas, em vendas à ordem, já recebidas do vendedor remetente por ordem do adquirente originário.

Acrescido

1.122

2.122

  Compra para industrialização em que a mercadoria foi remetida pelo fornecedor ao industrializador sem transitar pelo estabelecimento adquirente Classificam-se neste código as compras de mercadorias a serem utilizadas em processo de industrialização, remetidas pelo fornecedor para o industrializador sem que a mercadoria tenha transitado pelo estabelecimento do adquirente.

1.13

2.13

 

1.124

2.124

  Industrialização efetuada por outra empresa Classificam-se neste código as entradas de mercadorias industrializadas por terceiros, compreendendo os valores referentes aos serviços prestados e os das mercadorias de propriedade do industrializador empregadas no processo industrial. Quando a industrialização efetuada se referir a bens do ativo imobilizado ou de mercadorias para uso ou consumo do estabelecimento encomendante, a entrada deverá ser classificada, respectivamente, nos códigos 1.551 ou 2.551 – “Compra de bem para o ativo imobilizado”, ou respectivamente nos códigos 1.556 ou 2.556 – “Compra de material para uso ou consumo”.

Acrescido

1.125

2.125

  Industrialização efetuada por outra empresa quando a mercadoria remetida para utilização no processo de industrialização não transitou pelo estabelecimento adquirente da mercadoria Classificam-se neste código as entradas de mercadorias industrializadas por outras empresas, em que as mercadorias remetidas para utilização no processo de industrialização não transitaram pelo estabelecimento do adquirente das mercadorias, compreendendo os valores referentes aos serviços prestados e os das mercadorias de propriedade do industrializador empregadas no processo industrial. Quando a industrialização efetuada se referir a bens do ativo imobilizado ou de mercadorias para uso ou consumo do estabelecimento encomendante, a entrada deverá ser classificada, respectivamente, nos códigos 1.551 ou 2.551 – “Compra de bem para o ativo imobilizado”, ou respectivamente nos códigos 1.556 ou 2.556 – “Compra de material para uso ou consumo”.

1.14

2.14

3.13

1.126

2.126

3.126

Compra para utilização na prestação de serviço Classificam-se neste código as entradas de mercadorias a serem utilizadas nas prestações de serviços.

Acrescido

   

3.127

Compra para industrialização sob o regime de “drawback Classificam-se neste código as compras de mercadorias a serem utilizadas em processo de industrialização e posterior exportação do produto resultante, cujas vendas serão classificadas no código 7.127 – “Venda de produção do estabelecimento sob o regime de drawback“.

1.20

2.20

 

1.150

2.150

  TRANSFERÊNCIAS PARA INDUSTRIALIZAÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO OU PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

1.21

2.21

 

1.151

2.151

  Transferência para industrialização Classificam-se neste código as entradas de mercadorias recebidas em transferência de outro estabelecimento da mesma empresa, para serem utilizadas em processo de industrialização.

1.22

2.22

 

1.152

2.152

  Transferência para comercialização Classificam-se neste código as entradas de mercadorias recebidas em transferência de outro estabelecimento da mesma empresa, para serem utilizadas em processo de comercialização.

1.23

2.23

 

1.153

2.153

  Transferência de energia elétrica para distribuição Classificam-se neste código as entradas de energia elétrica recebida em transferência de outro estabelecimento da mesma empresa, para distribuição.

1.24

2.24

 

1.154

2.154

  Transferência para utilização na prestação de serviço Classificam-se neste código as entradas de mercadorias recebidas em transferência de outro estabelecimento da mesma empresa, para serem utilizadas nas prestações de serviços.

1.30

2.30

3.20

1.200

2.200

3.200

DEVOLUÇÕES DE VENDAS DE PRODUÇÃO PRÓPRIA, DE TERCEIROS OU ANULAÇÕES DE VALORES

1.31

2.31

3.21

1.201

2.201

3.201

Devolução de venda de produção do estabelecimento Classificam-se neste código as devoluções de vendas de produtos industrializados pelo estabelecimento, cujas saídas tenham sido classificadas como “Venda de produção do estabelecimento”.

1.32

2.32

3.22

1.202

2.202

3.202

Devolução de venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros Classificam-se neste código as devoluções de vendas de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros, que não tenham sido objeto de industrialização no estabelecimento, cujas saídas tenham sido classificadas como “Venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros”.

Acrescido

1.203

2.203

  Devolução de venda de produção do estabelecimento, destinada à Zona Franca de Manaus ou Áreas de Livre Comércio Classificam-se neste código as devoluções de vendas de produtos industrializados pelo estabelecimento, cujas saídas foram classificadas, respectivamente, nos códigos 5.109 ou 6.109 – “Venda de produção do estabelecimento, destinada à Zona Franca de Manaus ou Áreas de Livre Comércio”.

Acrescido

1.204

2.204

  Devolução de venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros, destinada à Zona Franca de Manaus ou Áreas de Livre Comércio Classificam-se neste código as devoluções de vendas de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros, cujas saídas foram classificadas, respectivamente, nos códigos 5.110 ou 6.110 – “Venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros, destinada à Zona Franca de Manaus ou Áreas de Livre Comércio”.

1.33

2.33

3.23

1.205

2.205

3.205

Anulação de valor relativo à prestação de serviço de comunicação Classificam-se neste código as anulações correspondentes a valores faturados indevidamente, decorrentes de prestações de serviços de comunicação.

1.33

2.33

3.23

1.206

2.206

3.206

Anulação de valor relativo à prestação de serviço de transporte Classificam-se neste código as anulações correspondentes a valores faturados indevidamente, decorrentes de prestações de serviços de transporte.

1.34

2.34

3.24

1.207

2.207

3.207

Anulação de valor relativo à venda de energia elétrica Classificam-se neste código as anulações correspondentes a valores faturados indevidamente, decorrentes de venda de energia elétrica.

Acres-cido

2.35

 

1.208

2.208

  Devolução de produção do estabelecimento, remetida em transferência Classificam-se neste código as devoluções de produtos industrializados pelo estabelecimento, transferidos para outros estabelecimentos da mesma empresa.

Acres-cido

2.35

 

1.209

2.209

  Devolução de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros, remetida em transferência Classificam-se neste código as devoluções de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros, transferidas para outros estabelecimentos da mesma empresa.
   

Acres-cido

   

3.211

Devolução de venda de produção do estabelecimento sob o regime de “drawback Classificam-se neste código as devoluções de vendas de produtos industrializados pelo estabelecimento sob o regime de “drawback”.

1.40

2.40

3.30

1.250

2.250

3.250

COMPRAS DE ENERGIA ELÉTRICA

1.41

2.41

3.31

1.251

2.251

3.251

Compra de energia elétrica para distribuição ou comercialização Classificam-se neste código as compras de energia elétrica utilizada em sistema de distribuição ou comercialização. Também serão classificadas neste código as compras de energia elétrica por cooperativas para distribuição aos seus cooperados.

1.42

2.42

 

1.252

2.252

  Compra de energia elétrica por estabelecimento industrial Classificam-se neste código as compras de energia elétrica utilizada no processo de industrialização. Também serão classificadas neste código as compras de energia elétrica utilizada por estabelecimento industrial de cooperativa.

1.43

2.43

 

1.253

2.253

  Compra de energia elétrica por estabelecimento comercial Classificam-se neste código as compras de energia elétrica utilizada por estabelecimento comercial. Também serão classificadas neste código as compras de energia elétrica utilizada por estabelecimento comercial de cooperativa.

1.44

2.44

 

1.254

2.254

  Compra de energia elétrica por estabelecimento prestador de serviço de transporte Classificam-se neste código as compras de energia elétrica utilizada por estabelecimento prestador de serviços de transporte.

1.44

2.44

 

1.255

2.255

  Compra de energia elétrica por estabelecimento prestador de serviço de comunicação Classificam-se neste código as compras de energia elétrica utilizada por estabelecimento prestador de serviços de comunicação.

1.45

2.45

 

1.256

2.256

  Compra de energia elétrica por estabelecimento de produtor rural Classificam-se neste código as compras de energia elétrica utilizada por estabelecimento de produtor rural.

1.46

2.46

 

1.257

2.257

  Compra de energia elétrica para consumo por demanda contratada Classificam-se neste código as compras de energia elétrica para consumo por demanda contratada, que prevalecerá sobre os demais códigos deste subgrupo.

1.50

2.50

3.40

1.300

2.300

3.300

AQUISIÇÕES DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO

1.51

2.51

3.41

1.301

2.301

3.301

Aquisição de serviço de comunicação para execução de serviço da mesma natureza Classificam-se neste código as aquisições de serviços de comunicação utilizados nas prestações de serviços da mesma natureza.

1.52

2.52

 

1.302

2.302

  Aquisição de serviço de comunicação por estabelecimento industrial Classificam-se neste código as aquisições de serviços de comunicação utilizados por estabelecimento industrial. Também serão classificadas neste código as aquisições de serviços de comunicação utilizados por estabelecimento industrial de cooperativa.

1.53

2.53

 

1.303

2.303

  Aquisição de serviço de comunicação por estabelecimento comercial Classificam-se neste código as aquisições de serviços de comunicação utilizados por estabelecimento comercial. Também serão classificadas neste código as aquisições de serviços de comunicação utilizados por estabelecimento comercial de cooperativa.

1.54

2.54

 

1.304

2.304

  Aquisição de serviço de comunicação por estabelecimento de prestador de serviço de transporte Classificam-se neste código as aquisições de serviços de comunicação utilizados por estabelecimento prestador de serviço de transporte.

1.55

2.55

 

1.305

2.305

  Aquisição de serviço de comunicação por estabelecimento de geradora ou de distribuidora de energia elétrica Classificam-se neste código as aquisições de serviços de comunicação utilizados por estabelecimento de geradora ou de distribuidora de energia elétrica.

Acrescido

1.306

2.306

  Aquisição de serviço de comunicação por estabelecimento de produtor rural Classificam-se neste código as aquisições de serviços de comunicação utilizados por estabelecimento de produtor rural.

1.60

2.60

3.50

1.350

2.350

3.350

AQUISIÇÕES DE SERVIÇOS DE TRANSPORTE

1.61

2.61

3.51

1.351

2.351

3.351

Aquisição de serviço de transporte para execução de serviço da mesma natureza Classificam-se neste código as aquisições de serviços de transporte utilizados nas prestações de serviços da mesma natureza.

1.62

2.62

3.52

1.352

2.352

3.352

Aquisição de serviço de transporte por estabelecimento industrial Classificam-se neste código as aquisições de serviços de transporte utilizados por estabelecimento industrial. Também serão classificadas neste código as aquisições de serviços de transporte utilizados por estabelecimento industrial de cooperativa.

1.63

2.63

3.53

1.353

2.353

3.353

Aquisição de serviço de transporte por estabelecimento comercial Classificam-se neste código as aquisições de serviços de transporte utilizados por estabelecimento comercial. Também serão classificadas neste código as aquisições de serviços de transporte utilizados por estabelecimento comercial de cooperativa.

1.64

2.64

3.54

1.354

2.354

3.354

Aquisição de serviço de transporte por estabelecimento de prestador de serviço de comunicação Classificam-se neste código as aquisições de serviços de transporte utilizados por estabelecimento prestador de serviços de comunicação.

1.65

2.65

Acres-cido

1.355

2.355

3.355

Aquisição de serviço de transporte por estabelecimento de geradora ou de distribuidora de energia elétrica Classificam-se neste código as aquisições de serviços de transporte utilizados por estabelecimento de geradora ou de distribuidora de energia elétrica.

Acrescido

1.356

2.356

3.356

Aquisição de serviço de transporte por estabelecimento de produtor rural Classificam-se neste código as aquisições de serviços de transporte utilizados por estabelecimento de produtor rural.

1.70

2.70

 

1.400

2.400

  ENTRADAS DE MERCADORIAS SUJEITAS AO REGIME DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

1.71

2.71

 

1.401

2.401

  Compra para industrialização em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária Classificam-se neste código as compras de mercadorias a serem utilizadas em processo de industrialização, decorrentes de operações com mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária. Também serão classificadas neste código as compras por estabelecimento industrial de cooperativa de mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária.

1.72

2.72

 

1.403

2.403

  Compra para comercialização em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária Classificam-se neste código as compras de mercadorias a serem comercializadas, decorrentes de operações com mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária. Também serão classificadas neste código as compras de mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária em estabelecimento comercial de cooperativa.

1.73

2.73

 

1.406

2.406

  Compra de bem para o ativo imobilizado cuja mercadoria está sujeita ao regime de substituição tributária Classificam-se neste código as compras de bens destinados ao ativo imobilizado do estabelecimento, em operações com mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária.

1.74

2.74

 

1.407

2.407

  Compra de mercadoria para uso ou consumo cuja mercadoria está sujeita ao regime de substituição tributária Classificam-se neste código as compras de mercadorias destinadas ao uso ou consumo do estabelecimento, em operações com mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária.

1.75

2.75

 

1.408

2.408

  Transferência para industrialização em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária Classificam-se neste código as mercadorias recebidas em transferência de outro estabelecimento da mesma empresa, para serem industrializadas no estabelecimento, em operações com mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária.

1.76

2.76

 

1.409

2.409

  Transferência para comercialização em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária Classificam-se neste código as mercadorias recebidas em transferência de outro estabelecimento da mesma empresa, para serem comercializadas, decorrentes de operações sujeitas ao regime de substituição tributária.

1.77

2.77

 

1.410

2.410

  Devolução de venda de produção do estabelecimento em operação com produto sujeito ao regime de substituição tributária Classificam-se neste código as devoluções de produtos industrializados e vendidos pelo estabelecimento, cujas saídas tenham sido classificadas como “Venda de produção do estabelecimento em operação com produto sujeito ao regime de substituição tributária”.

1.78

2.78

 

1.411

2.411

  Devolução de venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária Classificam-se neste código as devoluções de vendas de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros, cujas saídas tenham sido classificadas como “Venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária”.

1.96

2.96

 

1.414

2.414

  Retorno de produção do estabelecimento, remetida para venda fora do estabelecimento em operação com produto sujeito ao regime desubstituição tributária Classificam-se neste código as entradas, em retorno, de produtos industrializados pelo estabelecimento, remetidos para vendas fora do estabelecimento, inclusive por meio de veículos, em operações com produtos sujeitos ao regime de substituição tributária, e não comercializadas.

1.96

2.96

 

1.415

2.415

  Retorno de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros, remetida para venda fora do estabelecimento em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária Classificam-se neste código as entradas, em retorno, de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros remetidas para vendas fora do estabelecimento, inclusive por meio de veículos, em operações com mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária, e não comercializadas.

1.80

   

1.450

    SISTEMAS DE INTEGRAÇÃO

1.81

   

1.451

    Retorno de animal do estabelecimento produtor Classificam-se neste código as entradas referentes ao retorno de animais criados pelo produtor no sistema integrado.

1.82

   

1.452

    Retorno de insumo não utilizado na produção Classificam-se neste código o retorno de insumos não utilizados pelo produtor na criação de animais pelo sistema integrado.

1.85

2.85

 

1.500

2.500

3.500

ENTRADAS DE MERCADORIAS REMETIDAS COM O FIM ESPECÍFICO DE EXPORTAÇÃO E EVENTUAIS DEVOLUÇÕES

1.86

2.86

 

1.501

2.501

  Entrada de mercadoria recebida com fim específico de exportação Classificam-se neste código as entradas de mercadorias em estabelecimento de “trading company”, empresa comercial exportadora ou outro estabelecimento do remetente, com fim específico de exportação.

Acrescido

1.503

2.503

  Entrada decorrente de devolução de produto remetido com fim específico de exportação, de produção do estabelecimento Classificam-se neste código as devoluções de produtos industrializados pelo estabelecimento, remetidos a “trading company”, a empresa comercial exportadora ou a outro estabelecimento do remetente, com fim específico de exportação, cujas saídas tenham sido classificadas, respectivamente, nos códigos 5.501 ou 6.501 – “Remessa de produção do estabelecimento, com fim específico de exportação”.

Acrescido

   

3.503

Devolução de mercadoria exportada que tenha sido recebida com fim específico de exportação Classificam-se neste código as devoluções de mercadorias exportadas por “trading company”, empresa comercial exportadora ou outro estabelecimento do remetente, recebidas com fim específico de exportação, cujas saídas tenham sido classificadas no código 7.501 – “Exportação de mercadorias recebidas com fim específico de exportação”.

Acrescido

1.504

2.504

  Entrada decorrente de devolução de mercadoria remetida com fim específico de exportação, adquirida ou recebida de terceiros Classificam-se neste código as devoluções de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros remetidas a “trading company”, a empresa comercial exportadora ou a outro estabelecimento do remetente, com fim específico de exportação, cujas saídas tenham sido classificadas, respectivamente, nos códigos 5.502 ou 6.502 – “Remessa de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros, com fim específico de exportação”.

Acrescido

1.550

2.550

3.550

OPERAÇÕES COM BENS DE ATIVO IMOBILIZADO E MATERIAIS PARA USO OU CONSUMO

1.91

2.91

3.91

1.551

2.551

3.551

Compra de bem para o ativo imobilizado Classificam-se neste código as compras de bens destinados ao ativo imobilizado do estabelecimento.

1.92

2.92

3.92

1.552

2.552

  Transferência de bem do ativo imobilizado Classificam-se neste código as entradas de bens destinados ao ativo imobilizado recebidos em transferência de outro estabelecimento da mesma empresa.

Acrescido

1.553

2.553

3.553

Devolução de venda de bem do ativo imobilizado Classificam-se neste código as devoluções de vendas de bens do ativo imobilizado, cujas saídas tenham sido classificadas, respectivamente, nos códigos 5.551, 6.551 ou 7.551 – “Venda de bem do ativo imobilizado”.

Acrescido

1.554

2.554

  Retorno de bem do ativo imobilizado remetido para uso fora do estabelecimento Classificam-se neste código as entradas por retorno de bens do ativo imobilizado remetidos para uso fora do estabelecimento, cujas saídas tenham sido classificadas, respectivamente, nos códigos 5.554 ou 6.554 – “Remessa de bem do ativo imobilizado para uso fora do estabelecimento”.

Acrescido

1.555

2.555

  Entrada de bem do ativo imobilizado de terceiro, remetido para uso no estabelecimento Classificam-se neste código as entradas de bens do ativo imobilizado de terceiros, remetidos para uso no estabelecimento.

1.97

2.97

3.97

1.556

2.556

3.556

Compra de material para uso ou consumo Classificam-se neste código as compras de mercadorias destinadas ao uso ou consumo do estabelecimento.

1.98

2.98

 

1.557

2.557

  Transferência de material para uso ou consumo Classificam-se neste código as entradas de materiais para uso ou consumo recebidos em transferência de outro estabelecimento da mesma empresa.

Acrescido

1.600

2.600

  CRÉDITOS E RESSARCIMENTOS DE ICMS

Acrescido

1.601

    Recebimento, por transferência, de crédito de ICMS Classificam-se neste código os lançamentos destinados ao registro de créditos de ICMS, recebidos por transferência de outras empresas.

Acrescido

1.602

    Recebimento, por transferência, de saldo credor de ICMS de outro estabelecimento da mesma empresa, para compensação de saldo devedor de ICMS Classificam-se neste código os lançamentos destinados ao registro da transferência de saldos credores de ICMS recebidos de outros estabelecimentos da mesma empresa, destinados à compensação do saldo devedor do estabelecimento.

1.79

2.79

 

1.603

2.603

  Ressarcimento de ICMS retido por substituição tributária Classificam-se neste código os lançamentos destinados ao registro de ressarcimento de ICMS retido por substituição tributária a contribuinte substituído, efetuado pelo contribuinte substituto, ou, ainda, quando o ressarcimento for apropriado pelo próprio contribuinte substituído, nas hipóteses previstas na legislação aplicável.

1.90

2.90

3.90

1.900

2.900

3.900

OUTRAS ENTRADAS DE MERCADORIAS OU AQUISIÇÕES DE SERVIÇOS

1.93

2.93

 

1.901

2.901

  Entrada para industrialização por encomenda Classificam-se neste código as entradas de insumos recebidos para industrialização por encomenda de outra empresa ou de outro estabelecimento da mesma empresa.

1.94

2.94

 

1.902

2.902

  Retorno de mercadoria remetida para industrialização por encomenda Classificam-se neste código o retorno dos insumos remetidos para industrialização por encomenda, incorporados ao produto final pelo estabelecimento industrializador.

1.99.9

2.99.9

 

1.903

2.903

  Entrada de mercadoria remetida para industrialização e não aplicada no referido processo Classificam-se neste código as entradas em devolução de insumos remetidos para industrialização e não aplicados no referido processo.

1.95

2.95

 

1.904

2.904

  Retorno de remessa para venda fora do estabelecimento Classificam-se neste código as entradas em retorno de mercadorias remetidas para venda fora do estabelecimento, inclusive por meio de veículos, e não comercializadas.

Acrescido

1.905

2.905

  Entrada de mercadoria recebida para depósito em depósito fechado ou armazém-geral Classificam-se neste código as entradas de mercadorias recebidas para depósito em depósito fechado ou armazém-geral.

1.99.9

2.99.9

 

1.906

2.906

  Retorno de mercadoria remetida para depósito fechado ou armazém-geral Classificam-se neste código as entradas em retorno de mercadorias remetidas para depósito em depósito fechado ou armazém-geral.

Acrescido

1.907

2.907

  Retorno simbólico de mercadoria remetida para depósito fechado ou armazém-geral Classificam-se neste código as entradas em retorno simbólico de mercadorias remetidas para depósito em depósito fechado ou armazém-geral, quando as mercadorias depositadas tenham sido objeto de saída a qualquer título e que não tenham retornado ao estabelecimento depositante.

Acrescido

1.908

2.908

  Entrada de bem por conta de contrato de comodato Classificam-se neste código as entradas de bens recebidos em cumprimento de contrato de comodato.

Acrescido

1.909

2.909

  Retorno de bem remetido por conta de contrato de comodato Classificam-se neste código as entradas de bens recebidos em devolução após cumprido o contrato de comodato.

1.99.1

2.99.1

 

1.910

2.910

  Entrada de bonificação, doação ou brinde Classificam-se neste código as entradas de mercadorias recebidas a título de bonificação, doação ou brinde.

1.99.1

2.99.1

 

1.911

2.911

  Entrada de amostra grátis Classificam-se neste código as entradas de mercadorias recebidas a título de amostra grátis.

1.99.9

2.99.9

 

1.912

2.912

  Entrada de mercadoria ou bem recebido para demonstração Classificam-se neste código as entradas de mercadorias ou bens recebidos para demonstração.

Acrescido

1.913

2.913

  Retorno de mercadoria ou bem remetido para demonstração Classificam-se neste código as entradas em retorno de mercadorias ou bens remetidos para demonstração.

Acrescido

1.914

2.914

  Retorno de mercadoria ou bem remetido para exposição ou feira Classificam-se neste código as entradas em retorno de mercadorias ou bens remetidos para exposição ou feira.

Acrescido

1.915

2.915

  Entrada de mercadoria ou bem recebido para conserto ou reparo Classificam-se neste código as entradas de mercadorias ou bens recebidos para conserto ou reparo.

\Acrescido

1.916

2.916

  Retorno de mercadoria ou bem remetido para conserto ou reparo Classificam-se neste código as entradas em retorno de mercadorias ou bens remetidos para conserto ou reparo.

1.99.1

2.99.1

 

1.917

2.917

  Entrada de mercadoria recebida em consignação mercantil ou industrial Classificam-se neste código as entradas de mercadorias recebidas a título de consignação mercantil ou industrial.

1.99.1

2.99.1

 

1.918

2.918

  Devolução de mercadoria remetida em consignação mercantil ou industrial Classificam-se neste código as entradas por devolução de mercadorias remetidas anteriormente a título de consignação mercantil ou industrial.

Acrescido

1.919

2.919

  Devolução simbólica de mercadoria vendida ou utilizada em processo industrial, remetida anteriormente em consignação mercantil ou industrial Classificam-se neste código as entradas por devolução simbólica de mercadorias vendidas ou utilizadas em processo industrial, remetidas anteriormente a título de consignação mercantil ou industrial.

Acrescido

1.920

2.920

  Entrada de vasilhame ou sacaria Classificam-se neste código as entradas de vasilhame ou sacaria.

Acrescido

1.921

2.921

  Retorno de vasilhame ou sacaria Classificam-se neste código as entradas em retorno de vasilhame ou sacaria.

Acrescido

1.922

2.922

  Lançamento efetuado a título de simples faturamento decorrente de compra para recebimento futuro Classificam-se neste código os registros efetuados a título de simples faturamento decorrente de compra para recebimento futuro.

Acrescido

1.923

2.923

  Entrada de mercadoria recebida do vendedor remetente, em venda à ordem Classificam-se neste código as entradas de mercadorias recebidas do vendedor remetente, em vendas à ordem, cuja compra do adquirente originário, foi classificada, respectivamente, nos códigos 1.120 ou 2.120 – Compra para industrialização, em venda à ordem, já recebida do vendedor remetente”, ou respectivamente nos códigos 1.121 ou 2.121 – “Compra para comercialização, em venda à ordem, já recebida do vendedor remetente”.

Acrescido

1.924

2.924

  Entrada para industrialização por conta e ordem do adquirente da mercadoria, quando esta não transitar pelo estabelecimento do adquirente Classificam-se neste código as entradas de insumos recebidos para serem industrializados por conta e ordem do adquirente, nas hipóteses em que os insumos não tenham transitado pelo estabelecimento do adquirente dos mesmos.

Acrescido

1.925

2.925

  Retorno de mercadoria remetida para industrialização por conta e ordem do adquirente da mercadoria, quando esta não transitar pelo estabelecimento do adquirente Classificam-se neste código o retorno dos insumos remetidos por conta e ordem do adquirente, para industrialização e incorporados ao produto final pelo estabelecimento industrializador, nas hipóteses em que os insumos não tenham transitado pelo estabelecimento do adquirente.

Acrescido

1.926

    Lançamento efetuado a título de reclassificação de mercadoria decorrente de formação de kit ou de sua desagregação Classificam-se neste código os registros efetuados a título de reclassificação decorrente de formação de kit de mercadorias ou de sua desagregação.

Acrescido

3.930

    Lançamento efetuado a título de entrada de bem sob amparo de regime especial aduaneiro de admissão temporária Classificam-se neste código os lançamentos efetuados a título de entrada de bens amparada por regime especial aduaneiro de admissão temporária.

1.99.9

2.99.9

3.99.9

1.949

2.949

3.949

Outras entrada de mercadoria ou prestação de serviço não especificada Classificam-se neste código as outras entradas de mercadorias ou prestações de serviços que não tenham sido especificadas nos códigos anteriores.

 

Um abraço,
Léo

2 Comments

  1. Rebeca Borges

    Olá,

    Bom, não sei em que ano esse artigo foi publicado mas no meu SAP apareceu que essas transações não existem.

    o que é uma pena já que você teve todo um trabalho para explicar muito bem.

    mesmo assim, Obrigada.

    Reply
    1. leonardo (Post author)

      Olá Rebeca, tudo bem ? Muito tempo que não atualizo o blog.
      No artigo expliquei sobre as tabelas e não tem nenhuma transação. É um artigo puramente técnico, só falei de tabelas!

      Um abraço,
      Léo

      Reply

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


3 − 2 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>